Cruzeirenses celebram vaga, mas lamentam perda de invencibilidade

Thiago Neves comemora gol do Cruzeiro (Foto: Gazeta Press)

A queda do São Paulo, na noite desta quarta-feira, no Mineirão, pela Copa do Brasil, trouxe para o Cruzeiro o fim da sequência de 21 jogos sem derrotas. A equipe era a única da Série A que ainda não havia perdido em 2017. O revés, no entanto, não foi suficiente para eliminar a Raposa da competição nacional, que se garantiu nas oitavas.

 

De acordo com o volante Hudson, a classificação é bastante comemorada pela dificuldade do jogo. “Começo difícil. Não conseguimos encaixar a marcação. O São Paulo propôs o jogo, tomamos o gol cedo, mas tivemos maturidade para criar e buscar o empate”, disse.

 

Apesar da vaga nas oitavas de final assegurada, Hudson lamentou a perda da invencibilidade da equipe celeste. Além disso, o volante destacou que o foco do time tem que passar a ser o América-MG, pela disputa da semifinal do Campeonato Mineiro.

 

“Uma pena a gente ter perdido o jogo e a invencibilidade, mas não tem como ganhar todas as partidas sempre. Claro que pesa essa sequência. Estamos fazendo jogos decisivos, mas somos atletas profissionais. O importante foi que garantimos a classificação. Agora é pensar no América, que será outra decisão”, ressaltou Hudson.

 

Pensamento parecido expressou o goleiro Rafael. O arqueiro agradeceu os torcedores azuis pelo apoio nas arquibancadas e comemorou a classificação, mas lamentou a perda da sequência sem derrotas.

“A torcida acreditou o tempo todo e foi o nosso 12º jogador. Infelizmente perdemos a invencibilidade na temporada, mas o mais importante era a classificação”, finalizou.


Fonte: Gazeta Esportiva

Recomende nosso site

Ouça ao Vivo