Angélica: Inquérito Civil é instaurado para apurar mau atendimento em ABA, e população pode ser ouvida

O Ministério Público do Estado de Mato Grosso do Sul, por meio da promotoria de justiça, instaurou um inquérito civil, para apurar possíveis irregularidades ou até mesmo negativas de atendimento aos munícipes por circunstâncias injustificáveis no ABA (Associação Beneficente de Angélica).

 

Inquérito Civil foi instaurado para apurar irregularidades no atendimento do ABA (Foto: Plantão Angélica)

 

Segundo ofício cedido à redação do Site Plantão Angélica, por meio do inquérito instaurado, é possível que qualquer cidadão angeliquense, que tenha interesse, compareça ao prédio da Promotoria de Justiça de Angélica, localizado na Avenida Ernane Torres, N° 17, Jardim das Flores, portando os documentos pessoais, para que seja formalizada a oitiva sobre eventuais irregularidades no atendimento recebido pelos munícipes no referido hospital, a fim de buscar possíveis medidas judiciais.

 

Em seus termos jurídicos, o inquérito teria sido instaurado devido à: “Mau atendimento fornecido pelos funcionários do Hospital Beneficente de Angélica, morosidade para a realização do atendimento e, inclusive, negativa de realização do atendimento por circunstâncias injustificáveis.”, termo presente no ofício.

 

O mencionado inquérito objetiva, portanto, colher informações, depoimentos, certidões, perícias e outras diligências para posteriores adoções de medidas saneadoras, como ajuizamento de ação civil pública, arquivamento do procedimento, remessa ao Órgão Competente, e a Polícia para apurar possíveis responsabilidades criminais, tudo conforme a lei.


Fonte: Plantão Angélica

Recomende nosso site

Ouça ao Vivo