Justiça de Rosana decreta prisão preventiva de envolvidos na Operação Judas Iscariotes

Da Redação / Imagens: Arquivo

Fórum da cidade de Rosana (SP) / Imagens: Arquivo

O Tribunal de Justiça de São Paulo, por meio da Vara Única da Comarca de Rosana, decretou a prisão preventiva dos envolvidos na operação Judas Iscariotes, deflagrada pela Polícia Civil, com o apoio do MPE (Ministério Público Estadual), Polícia Militar e da SAP (Secretaria da Administração Penitenciária do Estado de São Paulo).

A operação levou nome de “Judas Iscariotes” porque um dos envolvidos virou evangélico e resolveu trair o grupo criminoso, cuja parte dos integrantes é de Nova Andradina e da região do Vale do Ivinhema, além do distrito Primavera, Rosana e outras cidades próximas, na fronteira entre São Paulo e Paraná.

 

Com a sentença do juiz, a prisão dos acusados, até então em caráter temporário, foi convertida à preventiva, acolhendo em parte o requerimento do MPE. Dos 24 detidos na operação – realizada em setembro deste ano –, a decisão foi direcionada a 19 envolvidos.

 

O grupo é acusado de formação de quadrilha, tráfico de drogas entre outros delitos. Alguns deles possuem passagem na polícia por outros crimes, incluindo homicídio. Em Mato Grosso do Sul, os principais pontos de atuação se concentravam em Anaurilândia e Nova Andradina. 


Fonte: Jornal da Nova

Recomende nosso site

Ouça ao Vivo